Carlo Acutis será o padroeiro da Juventude em 2021

RDC Santo Amaro
Por RDC Santo Amaro outubro 17, 2020 19:58

Carlo Acutis será o padroeiro da Juventude em 2021

Dom José Negri declarou durante a Santa Missa das Vocações, neste sábado, 17 de outubro, que o beato Carlo Acutis será o padroeiro da Juventude em 2021.

Sobre Carlo Acutis

Carlo Acutis nasceu em Londres, no dia 03 de maio de 1991. Pouco tempo depois, sua família retornou para o país de origem, estabelecendo sua moradia em Milão, na Itália. Ainda criança, quando era provocado por algum colega, não revidava, pois pensava que tal ato desagradaria o coração de Deus. Aos sete anos, Carlos Acutis fez sua primeira comunhão e, desde desse dia, foi tocado de forma extraordinária por Jesus. Ele costumava sabiamente dizer que a Eucaristia era a sua rodovia para o céu.

Carlo era um jovem comum, gostava de estudar, de conviver com os amigos e de jogar futebol, porém, havia o diferencial de dedicar-se à Santa Missa, à recitação do Rosário e à oração diante do sacrário diariamente. Além disso, confessava-se ao menos uma vez por semana. Em sua adolescência, Carlo, que adorava viajar, sempre escolhia locais onde pudesse visitar igrejas e outros locais santos. O destino predileto era a cidade de Assis, pois tinha como santo de devoção a São Francisco, que admirava por sua pobreza e amor à vontade de Deus.

Olhar especial para os mais pobres

E foi inspirado no pobrezinho de Assis que Carlo desenvolveu um aguçado olhar para os mais pobres: ele separava parte das refeições de sua casa para doar aos moradores de rua, saía com os pais para distribuir alimentos e agasalhos aos pobres e nunca queria que a mãe lhe comprasse mais de um par de tênis, pois achava desnecessário. Quando recebia um sapato de presente, dava o que estava usando para quem necessitasse. Quanto à mesada que recebia dos pais, dava-a aos pobres.

Dons de informática e exposições virtuais

Além disso, Carlo vivia um intenso apostolado, ensinando a catequese para crianças e jovens. Como era encantado pela Eucaristia, Carlo fazia muitas pesquisas a respeito dos milagres eucarísticos. Assim, aos catorze anos, desejando partilhar suas descobertas, utilizando-se dos seus dons para a informática, desenvolveu um site para propagar pequenas exposições virtuais sobre temas da fé católica, como os milagres eucarísticos que tomava conhecimento, e de serviços de promoção humana.

Pela sua utilização genial da tecnologia da informação para a propagação da fé, ele ficou conhecido como o ciberapóstolo da Eucaristia. Logo depois, Carlo viria a ser diagnosticado com uma leucemia extremamente agressiva, que tirou-lhe a vida em 12 de outubro de 2006, dia, por sinal, que celebramos a festa da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida.

Aceitou a sua enfermidade

Ao saber que estava doente, aceitou de imediato a sua condição, oferecendo o seu sofrimento e sacrifícios pelo Papa e pela Igreja Católica, bem como, para que Deus pudesse levar sua alma para o céu. Quando as enfermeiras perguntavam se estava com dor, ele respondia que havia pessoas que sofriam muito mais do que ele, e pedia para que não acordassem sua mãe, que o acompanhava no hospital, pois estava cansada e se preocuparia demasiadamente com ele.

Em 6 de julho de 2018, as virtudes heroicas de Carlo foram reconhecidas pelo Papa Francisco, o que concedeu-lhe o título de venerável Servo de Deus. Recentemente, em 22 de fevereiro de 2020, o milagre para sua beatificação foi aprovado também pelo Papa Francisco. Trata-se de um caso ocorrido no Brasil, de uma criança que sofria de uma rara doença congênita, que recebeu a cura após rezar diante de uma relíquia de Carlo.

Seus restos mortais, como era o seu desejo, foram trasladados em 6 de abril de 2019 para a cidade italiana de Assis, no Santuário da Spogliazione (que significa despojamento, em italiano), local onde São Francisco de Assis deixou tudo para seguir o Senhor. Na ocasião, descobriu-se que seu corpo permanecia em um estado de conservação muito fora do comum, fenômeno impressionante, que já ocorreu com algumas centenas de santos da Igreja, como Padre Pio e Clara de Assis.

“Não eu, mas Deus”

O padre Ricardo Figueiredo, que escreveu a biografia de Carlo, intitulada “Não eu, mas Deus”, acredita que, em breve, ele deve ser proclamado padroeiro dos profissionais de informática.

Quando Carlo foi batizado, com poucos meses de vida, seus pais fizeram um bolo em forma de cordeiro para celebrar o sacramento recebido. Na época, eles não podiam imaginar que não haveria figura melhor para expressar a vida de seu filho, que, aos quinze anos de idade, entregou-se como manso cordeiro ao sofrimento, para, enfim, unir-se definitivamente a Jesus, em Sua glória.

Em tempos de forte evangelização pela internet, definitivamente precisamos recorrer à intercessão de Carlo Acutis, a fim de que possamos anunciar o nome de Cristo por todo o continente digital.

*texto atualizado com a beatificação de Carlo Acutis em 11/10/2020

Fonte: Comunidade Shalom

RDC Santo Amaro
Por RDC Santo Amaro outubro 17, 2020 19:58

Encontre-nos no Facebook