Bispo missionário Dom Pedro Zilli, PIME morre em Guiné Bissau, vítima da covid-19.

RDC Santo Amaro
Por RDC Santo Amaro março 31, 2021 13:43 Atualizado

Bispo missionário Dom Pedro Zilli, PIME morre em Guiné Bissau, vítima da covid-19.

Dom Pedro Zilli, bispo brasileiro da diocese de Bafatá, Guiné Bissau, faleceu a 31 de março. Nascido em Santa Cruz do Rio Pardo – SP, a 7 de outubro de 1954, foi o primeiro bispo dessa diocese desde 2001.

Trata-se de uma nova vítima da Covid-19, doença da qual estava sendo tratado num hospital em Cúmura, Guiné Bissau. Dom Pedro Zilli era membro do Pontifício Instituto para as Missões Estrangeiras – PIME, e a sua primeira missão após a sua ordenação a 5 de janeiro de 1985, foi na missão de Bafatá, onde atualmente era bispo.

Após um período de missão, regressou ao Brasil em 1998, assumindo o serviço de formação de seminaristas do PIME e sendo vice superior regional para o Brasil-Sul, quando foi eleito bispo a 13 de março de 2001, se tornando o primeiro bispo missionário brasileiro. Em sua ordenação episcopal, um dos bispos co-consagrantes foi Dom Giuliano Frigeni, bispo de Parintins.

Na diocese de Bafatá a maioria da população, 60% praticam religiões tradicionais africanas, 30% são muçulmanos e apenas 10% são cristãos. O trabalho da Igreja na região é de primeira evangelização, algo sempre presente no PIME. No seu trabalho missionário, o Pontifício Instituto para Missões Estrangeiras realiza um forte trabalho no campo da educação e da saúde na Diocese de Bafatá.

RDC Santo Amaro
Por RDC Santo Amaro março 31, 2021 13:43 Atualizado

Encontre-nos no Facebook